Entenda como funcionam as certificações PMP® e CAPM®

Com a ascensão da profissão de gestor, o reconhecimento por uma certificação de nome no mercado mundial ganha importância. Existem dois tipos de certificações oferecidas pelo PMI® (Project Management Institute), ambos obtidos por meio de provas que credenciam gerentes de projetos e membros de equipes.

O PMP® (Project Management Professional) é o certificado voltado para os gestores de projetos, ou seja, para quem coordena as equipes. Esse título comprova que o gestor conhece as boas práticas da profissão recomendadas pelo PMI® e reconhecidas mundialmente.

Já o CAPM® (Certified Associate in Project Management) é para outros membros da equipe, que trabalham ao lado de gestores, mas em outras funções. Esse certificado também é válido no mercado mundial.

De acordo com o professor do curso Preparatório para PMP/CAPM® da Solution, João Carlos Boyadjian, essas boas práticas do PMI® estão aliadas ao guia de gestão de projetos, o PMBok® (Project Management Body of Knowledge).

Provas

O exame do CAPM® tem três horas de duração. São 150 questões no total, mas 15 são de pré-teste. Já no PMP® são quatro horas de prova, com 200 questões, sendo 25 para pré-teste. O PMI® não divulga a quantidade necessária de acertos para ser aprovado.

O exame costuma ser feito no computador em um centro de testes que fica em São Paulo. Em alguns casos, em que o aluno mora até a 300 quilômetros do centro de testes, ele pode optar por fazer a prova impressa em outro local.

A taxa para prestar os exames varia para membros do PMI® e não-membros. Se o teste for feito de forma digital, a taxa é maior do que se feito no papel. Para o CAPM®, varia entre $ 225 e $ 300. Já para o PMP®, de $ 250 até $ 555.

Com relação ao conteúdo, Boyadjian disse que a maior parte é encontrada no PMBok®. “Se o candidato focar na teoria, ele passa. O que interessa é o que está escrito no livro”, afirma.

Curso

O curso preparatório para PMP/CAPM® da Solution foi elaborado com o objetivo de oferecer conteúdo para o aluno prestar um dos dois exames e obter o certificado.

De acordo com Boyadjian, o curso é dividido em duas partes. A primeira é focada em fazer o aluno ser elegível para prestar o exame. É uma orientação sobre o que ele precisa para se candidatar.

“O aluno vai ver na segunda parte todo o conceito de como se inicia, planeja, executa e monitora um projeto. São os cinco grupos de processos que estão no guia”, explicou.

Ao final de cada módulo, o aluno faz uma prova e só passa para o seguinte se conseguir uma média acima de 7. Além disso, é oferecido um simulado para o aluno fazer quantas vezes quiser.

Quer saber mais sobre o curso? Acesse aqui.

PMI®, PMP®, CAPM® e PMBOK® são marcas registradas do Project Management Institute, Inc.

Por que internacionalizar a empresa é bom para o microempreendedor?

De cada 10 empresas brasileiras, 9 são micro ou pequenas, segundo dados do Sebrae. A maioria tem operação voltada ao mercado nacional, mas internacionalizar as operações pode ser uma grande oportunidade de negócios. É possível ganhar mais mercado e, com isso, ampliar produção e também ter melhores resultados.

“A internacionalização é a única solução para sairmos de taxas pequenas de crescimento”, afirma o professor José Manuel Baptista Meireles de Sousa.

Ele pondera que a maioria dos empreendedores pensam nas dificuldades da internacionalização dos negócios e na burocracia, deixando de lado as oportunidades viabilizadas por essas operações.

Mais qualificado

Chegar ao mercado internacional pode até não ser tão simples quanto vender para o mercado doméstico, mas há seus compensadores. Segundo Meireles, o mercado externo é mais estável que o nacional e permite que o empreendedor trabalhe com um produto até mais qualificado. Neste sentido, há muito potencial para os produtos brasileiros, até porque não só de preços baixos vive o mercado internacional.

“É inevitável haver competição de preços e muitas vezes a empresa esbarra em questões de inovação, mas as pessoas acabam confundindo a questão de preços. A China tem uma imagem de que vende barato, mas nós temos produtos qualificados, é uma outra situação, e precisamos aproveitar isso”, diz.

Mais potencial

Todos – ou praticamente todos – os produtos têm possibilidade de ser exportados, afirma Meireles. Entre eles, três setores têm muito potencial para se destacar externamente, segundo o professor: frutas, calçados e vestuário.

“O Brasil é o segundo maior produtor de calçados do mundo e, entretanto, exporta pouquíssimo. Portugal exporta muito mais calçados que o Brasil. Vestuário é outro setor que ainda é pouco explorado e não impacta como deveria.”

Estratégias

Internacionalizar uma empresa envolve compreender os processos, instrumentos e ferramentas, cita Meireles. O professor comenta que as estratégias para o mercado internacional são diferenciadas, pois requerem mais tempo envolvido dentro do trabalho de estudo de mercado. “Mas ao mesmo tempo, os empresários têm muito mais vantagens. Eles não têm que se preocupar tanto ou pelo menos da mesma forma como se preocupam no mercado interno, por exemplo, com relação à inadimplência.”

Para Sousa, a burocracia não pode ser vista como entrave para a internacionalização das operações. “O Brasil é um país burocrático, mas todos os países são, em maior ou menor grau. O câmbio, a logística, podem até ser problemas, mas também são para todos. Para o brasileiro o problema é a falta de cultura de internacionalidade”, afirma.

Se interessou pelo assunto? O curso de Segurança e Rentabilidade no Comércio Internacional está com inscrições abertas. Clique aqui.

Quais são os desafios da pecuária de corte?

O Brasil é o segundo maior produtor de carne bovina do mundo e esse setor representa uma fatia significativa do PIB do país – e também emprega quase 7 milhões de pessoas.

A produção de bovinos aumentou mais de quatro vezes nos últimos 42 anos e representou 14% do valor bruto de toda a produção agropecuária em 2016. Os dados são da Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária).

Não só no Brasil, mas no mundo, a produção cresce mais a cada ano e com isso os desafios também aumentam. De acordo com o professor do curso de Gestão e Custos da Cadeia de Pecuária de Corte da Solution, Thiago Bernardino de Carvalho, a dificuldade atualmente é aumentar a produtividade com novas formas de gestão da produção e gestão de risco de preços.

“A indústria vai precisar se reorganizar”, afirma. Segundo ele, questões de armazenamento da carne, tributação, logística e adaptação às novas tecnologias são alguns dos desafios no Brasil.

Falta espaço físico

Já em âmbito mundial, a principal preocupação com o aumento da pecuária de corte é a falta de espaço físico para criação de gado. “Não há tantas áreas no mundo com uma possibilidade de crescimento e de aumentar a produtividade como o Brasil e ainda há pressão ambiental”, explica.

Segundo Carvalho, para driblar esses problemas é preciso que seja feita uma readequação para evitar impactos econômicos da inflação e para colocar o alimento a um preço barato para a população.

O professor disse ainda que há a necessidade de que o Brasil aumente a produtividade de carne para conseguir ofertar para outros países, já que há essa possibilidade por conta do espaço físico.

Capacitação

Para que os desafios sejam cada vez mais superados, é necessário que quem trabalha no setor tenha a capacitação necessária para entender o mercado e lidar com novas tecnologias e formas de gestão.

O curso on demand de Gestão e Custos da Cadeia de Pecuária de Corte da Solution fala sobre o tema de forma dinâmica e direta.

“O curso aborda desde o histórico da pecuária de corte, como se deu essa evolução no Brasil, e atinge os principais pontos, a produção, a indústria e até o consumo interno e externo”, diz o professor.

São quatro módulos que falam sobre vários aspectos da pecuária de corte no Brasil e no mundo. Não é necessário conhecimento prévio para fazer o curso.

Quer saber mais sobre o curso? Acesse aqui.

Quais as vantagens do MS Project?

Gerenciar projetos pode ser mais fácil com o uso das ferramentas adequadas. Uma das mais importantes é o MS Project, software da Microsoft que pode ser usado para elaboração e acompanhamento de projetos, dos mais simples aos mais complexos.

“O MS Project é uma ferramenta que pode ser utilizada por profissionais de todas as áreas que atuem com projetos. O programa está alinhado às boas práticas do PMI (Project Management Institute) e permite elaborar cronogramas, acompanhar prazos, entre outras coisas”, explica o professor Carlos Roberto Campos. O docente é responsável pelo curso MS Project oferecido pela Solution.

Ele cita que o programa permite elaborar um cronograma para o cliente e o custo de cada etapa do projeto, por exemplo. Também é possível programar atividades, controlar prazos, designar recursos e até mesmo qualificar o grau de importância do projeto geral.

Quem pode utilizar?

Todo profissional que atua com prazos determinados e recursos pode ter vantagens na utilização do MS Project. O software permite gerenciar mais facilmente quais são os prazos de cada tarefa, como estão os gastos, quem está envolvido nos processos, etc.

“Muitos profissionais acabam utilizando planilhas do Excel, mas elas não trazem todo o conteúdo disponível no MS Project. Com isso, perdem mais tempo e não conseguem um gerenciamento efetivo do projeto”, diz Campos.

Ele reforça que mesmo os profissionais que não trabalham diretamente na área de projetos de uma empresa, mas atuam com prazos determinados e recursos específicos, como um arquiteto, por exemplo, se beneficiarão do MS Project.

Aprenda na prática

O curso online MS Project oferecido pela Solution permite que o profissional aprenda, de forma prática, a utilizar as ferramentas do software. “O aluno também terá acesso a uma licença estudantil para usar o programa da Microsoft. Essa licença permite que o conteúdo apresentado no curso seja aplicado de forma prática por ele, que pode acompanhar etapa a etapa”, reforça o docente. A licença tem duração de um ano, segundo o docente.

O curso é baseado na versão mais atualizada do software – a mais recente é o MS Project 2016.

O que é um Líder Coach

O tipo de líder que você é reflete nos resultados e na motivação da equipe. Um líder coach, por exemplo, foca na humanização da gestão e tem o hábito de perguntar mais do que responder.

A professora do curso de Liderança e Líder Coach da Solution Denise de Moura explicou que uma das principais diferenças entre o líder tradicional e o líder coach é a forma de lidar com problemas do cotidiano do trabalho. Continue reading “O que é um Líder Coach”

Derivativos de Agronegócios são alternativa para proteção de preços

O uso de derivativos de agronegócios ainda é desconhecido por grande parte dos produtores, mas sua utilização pode trazer vantagens como a fixação de preços futuros e possibilidade de garantia das margens de lucro, o que fomenta sustentabilidade nos negócios. O tema integra o conteúdo do curso Gestão de Custos no Mercado de Grãos, oferecido pela Solution.

“A disciplina trata sobre como gerir melhor a negociação e comercialização dos grãos, principalmente soja e milho, com instrumentos de proteção contra risco de preços”, explica o professor Wilson Micelli, que também é consultor de risco de mercado agropecuário e autor do livro Derivativos de Agronegócios, gestão de risco de mercado.

Com os derivativos, o produtor pode vender contratos futuros de soja ou milho, por exemplo, para reduzir riscos de variações bruscas de preços (quedas) – o que é conhecido como operação de proteção (hedge). Isso possibilita também que o produtor se programe melhor com relação a seus investimentos para os próximos anos, cita o professor.

Outra vantagem para o agricultor é não ficar tão dependente da indústria, principal compradora no mercado de grãos e, muitas vezes, formadora de oligopólios. “Os derivativos são uma alternativa a mais de venda e servem como um ‘farol’, já que permitem que o produtor consiga visualizar o preço futuro e comparar com aquele que ele venderia à indústria”, afirma.

Nos Estados Unidos, reforça o professor, o uso desses instrumentos é muito comum. “O produtor vende a safra previamente. A ideia não é vender o físico, mas sim garantir o preço”, explica Micelli.

Derivativos são seguros

Os derivativos são seguros e a bolsa faz a administração do risco de crédito, informa o professor. “Ela constitui garantia das partes quando operam em bolsa. Todos os participantes são obrigados a depositar garantias e elas servem como um lastro para poder fazer frente a uma eventual inadimplência”, diz.

Também não é preciso negociar a safra inteira, informa Micelli. “Há liberdade para escolher o percentual que se quer proteger. A sugestão para quem está começando é proteger por exemplo 50%, 60% da safra e à medida que os preços vão evoluindo pode-se aumentar, mas não é obrigatório”, cita.

Ficou interessado? Saiba mais sobre o curso Gestão de Custos no Mercado de Grãos.

PECEGE lança Solution: Cursos rápidos de atualização profissional

Oferecer conhecimento rápido, aplicável e que solucione problemas do dia a dia profissional. Essa é a proposta da Solution, plataforma de cursos online lançada pelo Pecege – grupo que atua há mais de 30 anos na gestão de cursos de pós-graduação, entre eles os MBAs USP/Esalq. A proposta vem de encontro com a missão do Pecege de expandir o conhecimento, aproximando a academia e a sociedade.

A programação dos cursos é focada na atualização profissional, com conteúdos ministrados por professores renomados e que atendem às principais demandas de carreira e de mercado. Outro destaque da plataforma é que o aluno pode assistir às aulas em seu ritmo e totalmente online. Utilizando a tecnologia a favor da educação, os cursos são de curta duração e seguem uma nova estratégia de educação – o “microlearning”. O formato, que consiste em etapas de aprendizagem, permite que os vídeos sejam vistos durante intervalos de trabalho, após uma reunião, durante a espera no aeroporto, nas horas vagas e mais convenientes ao profissional. O conteúdo é entregue de forma mais objetiva.

“A Solution é uma plataforma de cursos de curta duração em diversas áreas, que têm em comum o conteúdo aplicável e oferecido em microapendizagem. Esse novo formato garante ao aluno uma flexibilidade na hora de estudar, melhora sua produtividade e o aproveitamento do conteúdo. Não são cursos conceituais: são cursos de atualização, práticos e de aprendizagem de novas ferramentas”, afirma Daniela Flôres, gestora da Solution.

Além disso, o aluno tem acesso ao sistema Minha Biblioteca, com mais de 7 mil títulos à disposição, complementando o ensino. O certificado de conclusão é gerado automaticamente, após a realização das provas, que são online e aplicadas ao final de cada módulo. Após a aprovação do pagamento, o acesso ao curso é liberado por 12 meses e o aluno pode ver e rever as aulas a qualquer momento neste período.

Cursos rápidos em diversas áreas

A Solution oferece cursos rápidos e com conteúdo aplicável em diversas áreas de conhecimento. Inaugurando a plataforma, estão disponíveis os cursos Liderança e Líder Coach; Preparatório para o PMP/CAPM; Gestão e Custos da Cadeia de Pecuária de corte; Segurança e Rentabilidade no Comércio Internacional; MS Project; Gestão de Custos no Mercado de Grãos; e Gestão de Custos Sucroenergéticos.

Entre os próximos lançamentos estão previstos cursos como Matemática Financeira, Neuromarketing, Marketing Digital, Comportamento Organizacional, Pecuária de Sucesso, Sucessão Familiar e Ferramentas do Excel.

“Todos os cursos, desde o conteúdo, à carga horária e investimento, foram planejados de acordo com pesquisa de mercado e necessidades de nossos alunos. Nosso foco são cursos práticos, que atualizem e entreguem ferramentas que vão fazer diferença na rotina profissional”, conclui Daniela.

Professora do curso Liderança e Líder Coach, Denise de Moura, destacou a oportunidade de aperfeiçoamento rápido e aplicável propiciado pela Solution. “Esta nova plataforma de treinamento é uma grande oportunidade para as pessoas que têm pouco tempo para estudar ou que desejam conhecer um determinado assunto com maior profundidade. A dinâmica dos vídeos possibilitará aos participantes colocar em prática os inúmeros exemplos disponibilizados”, reforçou.

Por fim, a Solution compreende em uma oportunidade de formação continuada para os que desejam adquirir conhecimentos relevantes para as questões do dia a dia profissional, de uma forma simples e flexível.