Gestão

Marina Petrocelli
2 minutos de leitura
Escrito dia 02/11/2020


O PMI® (Project Management Institute), principal referência internacional na gestão de projetos, está constantemente orientando e direcionando os profissionais da área quanto às tendências de liderança e gerenciamento de projetos. Para comentar os mais recentes relatórios disponibilizados pelo instituto, os professores João Carlos Boyadjian e André Ricardi participaram da edição 22 do Solucast, o


O PMI® (Project Management Institute), principal referência internacional na gestão de projetos, está constantemente orientando e direcionando os profissionais da área quanto às tendências de liderança e gerenciamento de projetos.

Para comentar os mais recentes relatórios disponibilizados pelo instituto, os professores João Carlos Boyadjian e André Ricardi participaram da edição 22 do Solucast, o podcast da Plataforma Solution.

Conheça a Quest de Gestão de Projetos!

Liderança

Para iniciar a conversa, Ricardi destaca que as lideranças de projetos precisam de forte entendimento de tecnologias. “Essas informações datam de antes do fenômeno da pandemia pelo qual estamos passando. Já era uma forte tendência. Imaginem agora, com todas essas mudanças, como essa característica se fortaleceu”, enfatiza.

Também é orientado que os líderes apresentem capacidade de determinar a melhor metodologia para gerenciamento de projetos. “Muita gente ainda polariza como se uma metodologia fosse melhor do que a outra, mas não existem fórmulas prontas na gestão de projetos” lembra Ricardi.

E o professor continua: “Existem referências com melhores práticas, mas sempre haverá a necessidade de analisar a abordagem que permite explorar melhor as habilidades que o profissional precisa desenvolver, como empatia, criatividade e liderança inspiradora.”

Project Economy

No gerenciamento de projetos, é função do líder entender o ambiente em que esses projetos são inseridos e como é possível agregar valor à comunidade, à organização. “As pessoas e empresas precisam saber como transformar ideias em valores e isso está ligado diretamente com a Project Economy”, ressalta Ricardi.

A ideia da Project Economy é que os projetos não sejam executados apenas para serem retirados da lista de tarefas. Conforme destacam os professores, ainda existe uma grande ineficiência em projetos, já que eles são realizados sem deixar claro de como eles contribuem efetivamente com o ambiente em que estão inseridos.

É preciso mudar os conceitos e aplicar ferramentas e habilidades de gerenciamento de projetos para melhorar oportunidades e empregar mais valor.

Tecnologia

Um caminho para o gerenciamento de projetos ser ainda mais eficaz é contar com a tecnologia, como a IA (Inteligência Artificial). “Essa ferramenta tem muito a ver com a gestão 4.0 e a indústria 4.0”, comenta Ricardi.

Ele enfatiza que todo momento de crise gera oportunidades. O maior desafio é conseguir se adaptar. “Quem tem maior facilidade de adaptação, consegue transformar e inovar, com certeza se destaca. E isso também significa saber trabalhar com as tecnologias que surgem o tempo todo.”

Definir as melhores ferramentas ou metodologias para o gerenciamento de projetos depende diretamente das necessidades da empresa ou do projeto em questão.

Próximo PMBOK®

A próxima edição do PMBOK® (Project Management Body of Knowledge), o guia de boas práticas do PMI®, vem com uma proposta de desenvolvimento de habilidades interpessoais e flexibilidade dentro do gerenciamento de projetos.

“Fala-se muito mais de liderança, abordagem ágil, modelo híbridos e adaptativos. O PMI® está presente no mundo todo e é tão procurado por conta da sua simplicidade. O PMBOK® é como uma caixa de lego, de onde você pode escolher as melhores peças para incorporar no seu projeto”, destaca Ricardi.

Quer saber mais sobre as tendências de gerenciamento de projetos? Confira o Solucast na íntegra!

icone de gota

Artigos Relacionados