Blog

Como identificar um líder tóxico + 4 dicas para liderar bem

Categorias: GestãoCarreiraDicas

O bem-estar dos funcionários no ambiente de trabalho é um tema muito discutido atualmente. Vemos cada vez mais empresas se empenhando para que eles se sintam acolhidos e, consequentemente, sejam mais produtivos.

Entretanto, o que fazer quando a liderança da equipe apresenta um comportamento tóxico, que prejudica o clima organizacional e leva os colaboradores ao limite?

A atenção deve ser máxima nesses casos, pois a figura do líder tóxico é prejudicial para as empresas. Por mais que ele apresente resultados junto da sua equipe, falta a principal característica de um bom líder: saber gerir pessoas.

“O líder tóxico é aquele que gera medo nas equipes. A maneira dele se vincular às pessoas é pelo temor e não pela afetividade”, aponta Fátima Jinnyat no episódio 5 do Solucast, o podcast da Plataforma Solution.

Isso faz com que a empresa perca grandes talentos, uma vez que os funcionários se veem estressados e desmotivados e acabam procurando por novas oportunidades. Já aqueles que permanecem em seus cargos o fazem unicamente por medo do desemprego.

“Fica na equipe quem tem medo e precisa do emprego, e isso é uma relação utilitária com o trabalho. Mas ele (o líder) não gera um valor, e as pessoas acabam percebendo”, complementa Fátima, também professora dos nossos cursos de Criatividade e Neuromarketing.

 

Características de um líder tóxico

Não é muito difícil identificar um líder tóxico. Suas principais características incluem agressividade – ele grita com seus funcionários ao invés de conversar, punindo os menores erros de maneira exagerada e envergonhando o colaborador.

Aprenda a identificar líderes tóxicos agora mesmo!

Esse líder não demonstra interesse pelas pessoas, ignorando suas necessidades de desenvolvimento e treinamento, pois acredita que o funcionário “tem a obrigação” de dominar todos os aspectos de seu trabalho assim que inicia as atividades.

A falta de feedback também é uma característica presente neste tipo de liderança, o que desmotiva os liderados, que ficam sem saber se seu trabalho está sendo bem-feito e no que precisam melhorar.

Arrogância é outra marca registrada desses líderes. Eles obrigam os funcionários a repetirem diversas vezes a mesma tarefa, pois acreditam que seu pensamento é o mais correto.

Conviver com alguém que o trata mal e desvaloriza pode trazer sérias consequências à saúde do profissional. É preciso estar atento e procurar soluções para estes casos – que vão desde a intervenção do RH até, infelizmente, a mudança de emprego.

No mundo ideal, entretanto, o melhor é que esse líder tome consciência de suas atitudes e busque a mudança em seu estilo de liderança. Dessa forma, mais funcionários sentem confiança em permanecer em seus cargos e a empresa deixa de perder seus talentos.

 

Como ser um bom líder

Vale lembrar que mesmo líderes podem se sentir desmotivados e precisam de ajuda. Afinal, também são seres humanos e estão sujeitos às mesmas emoções que seus funcionários, como mostramos aqui.

Então, não deixe de conferir abaixo algumas dicas para ser um líder gestor de pessoas, que agrega valor aos seus colaboradores e que faz a diferença dentro da empresa:

- Promova a criatividade: estimule os pensamentos e ideias de seus funcionários, propondo desafios a eles. Com todas as dificuldades que temos enfrentado nos últimos dois anos, as empresas necessitam de profissionais criativos e que encontrem boas soluções para os problemas da organização.

- Seja um exemplo: ter coerência em suas palavras e atitudes e demonstrar seguir seus próprios conselhos. Isso faz com que o líder seja admirado pelos seus colaboradores, que enxergarão nele um exemplo a ser seguido.

- Trabalhe os talentos: um bom líder sabe reconhecer as habilidades de cada um de seus funcionários, e deve trabalhá-las para que cada uma seja utilizada no momento certo, na tarefa certa.

- Valorize as opiniões: demonstre aos seus colaboradores a importância de suas opiniões, destacando que estão em um ambiente no qual elas são valorizadas e levadas em consideração nas tomadas de decisões.

 

Se você gostou desse texto e de aprender um pouco mais sobre como reconhecer um líder tóxico e o que fazer para ser um bom líder, não deixe de conferir nosso curso de Liderança e Líder Coach. Nele você vai conhecer as novas tendências de liderança e como guiar sua equipe no caminho do sucesso!