Com a ascensão da profissão de gestor, o reconhecimento por uma certificação de nome no mercado mundial ganha importância. Existem dois tipos de certificações oferecidas pelo PMI (Project Management Institute), ambos obtidos por meio de provas que credenciam gerentes de projetos e membros de equipes.

O PMP (Project Management Professional) é o certificado voltado para os gestores de projetos, ou seja, para quem coordena as equipes. Esse título comprova que o gestor conhece as boas práticas da profissão recomendadas pelo PMI e reconhecidas mundialmente.

Já o CAPM (Certified Associate in Project Management) é para outros membros da equipe, que trabalham ao lado de gestores, mas em outras funções. Esse certificado também é válido no mercado mundial.

De acordo com o professor do curso Preparatório para PMP/CAPM da Solution, João Carlos Boyadjian, essas boas práticas do PMI estão aliadas ao guia de gestão de projetos, o PMBok (Project Management Body of Knowledge).

Provas

O exame do CAPM tem três horas de duração. São 150 questões no total, mas 15 são de pré-teste. Já no PMP são quatro horas de prova, com 200 questões, sendo 25 para pré-teste. O PMI não divulga a quantidade necessária de acertos para ser aprovado.

O exame costuma ser feito no computador em um centro de testes que fica em São Paulo. Em alguns casos, em que o aluno mora até a 300 quilômetros do centro de testes, ele pode optar por fazer a prova impressa em outro local.

A taxa para prestar os exames varia para membros do PMI e não-membros. Se o teste for feito de forma digital, a taxa é maior do que se feito no papel. Para o CAPM, varia entre $ 225 e $ 300. Já para o PMP, de $ 250 até $ 555.

Com relação ao conteúdo, Boyadjian disse que a maior parte é encontrada no PMBok. “Se o candidato focar na teoria, ele passa. O que interessa é o que está escrito no livro”, afirma.

Curso

O curso preparatório para PMP/CAPM da Solution foi elaborado com o objetivo de oferecer conteúdo para o aluno prestar um dos dois exames e obter o certificado.

De acordo com Boyadjian, o curso é dividido em duas partes. A primeira é focada em fazer o aluno ser elegível para prestar o exame. É uma orientação sobre o que ele precisa para se candidatar.

“O aluno vai ver na segunda parte todo o conceito de como se inicia, planeja, executa e monitora um projeto. São os cinco grupos de processos que estão no guia”, explicou.

Ao final de cada módulo, o aluno faz uma prova e só passa para o seguinte se conseguir uma média acima de 7. Além disso, é oferecido um simulado para o aluno fazer quantas vezes quiser.

Quer saber mais sobre o curso? Acesse aqui.

  • capm
  • gestão de projetos
  • pmp
  • preparatório para PMP e CAPM