cultura da empresa gera melhores resultados

Uma das coisas que mais incomodam é não se sentir parte de um grupo ou lugar. Ao escolher uma empresa pela questão salarial, cargos e demais benefícios, corre-se o risco de cair nessa armadilha de não pertencimento. A vaga, no começo, até parecia bem atrativa, mas desde que começou no novo emprego você se sente desconfortável e fora do comum.

O segredo para o sucesso geralmente é associado ao esforço, atualização e demais processos, mas vai muito além de fórmulas. Ele também envolve os cultura organizacional da empresa e como ela se encaixa nos valores pessoais do funcionário. Somente assim essa situação pode ser evitada.

Começando a sentir parte

Dentre as qualidades que ajudam a conquistar uma vaga, se destacam a boa comunicação, extroversão, sociabilidade e capacidade de entrosamento. Entretanto, de nada servem em um espaço que pouco cultiva relações entre os funcionários ou, até pior, os prende em circunstâncias completamente operacionais, em que não existem conversas apropriadas fora do contexto corporativo.

Quando se escolhe uma empresa, é preciso sentir confiança para se relacionar com os novos colegas. Ter uma cultura organizacional que permite o sentimento de fazer parte do grupo facilita o abandono de certos medos, como o de falar ou ter conversas descontraídas com os novos colegas.

Ao perceber que a interação não é incentivada, fica mais fácil saber se a cultura da empresa é oposta às nossas experiências. A ambientação correta certamente despertará motivação, pois é uma forma de se sentir realmente bem-vindo, sem muito esforço.

A diferença entre pessoal e profissional

Diversas vezes nos sentimos isolados nas relações pessoais, como a clássica situação de não ser convidado para algum evento. Mas no meio profissional isso não deve acontecer, pois pode prejudicar o avanço da carreira.

Um exemplo são reuniões em que sua participação é importante, mas não houve convite para estar nelas. Ou quando você é chamado e não tem espaço para falar e, quando fala, sua opinião e consideração não são levadas em conta.

Se sentir isolado no trabalho demonstra uma grave falha na cultura organizacional e mostra que a empresa não está aberta para receber a ideia de todos, excluindo a equidade de chances e descartando a possibilidade de ouvir o que os funcionários têm a dizer.

Para além disso, existem outros sinais que demonstram uma cultura ruim. Ao escolher uma empresa, levamos em conta poder fazer aquilo que amamos. Por mais que isso nos seja permitido, se a organização não demonstra uma boa inclusão, a desmotivação é capaz de aumentar o turnover.

Alguns motivos específicos podem deixar mais claro que a cultura organizacional de determinada empresa não é a correta para você, tais como:

  • Você não se sente inspirado pelos seus colegas e gestores;
  • Seu trabalho não recebe reconhecimento e recompensa, pelo menos não da forma como você gostaria;
  • Não existe investimento para desenvolvimento da sua carreira por parte da empresa;
  • Valores, propósitos e visão geral da empresa ou da sua função já não são importantes para você.

Posso mudar?

É fato que cada empresa tem a sua própria cultura organizacional e é ela quem dá “personalidade” à corporação. Se encaixar em todas não é uma exigência, pois o contrário deve acontecer. Afinal, é mais fácil se entusiasmar com aquilo que acreditamos.

Para escolher a empresa com uma cultura que se encaixa para você, o primeiro passo é identificar os sinais. Isso deve acontecer desde a capacidade de inclusão até a forma como é trabalhada o progresso de cada funcionário. Se a intenção é mudar de organização, entenda o que não gosta na atual, para não “cair” em uma similar.

No momento da entrevista de emprego, converse com o recrutador e explique seus objetivos, deixando claro os próprios ideais. Nunca tenha como alvo apenas a vaga e o salário, afinal, exercer algo que desvia dos propósitos poderá virar um fardo para o desenvolvimento.

Antes mesmo da entrevista, procure saber sobre a empresa e não somente quantos funcionários ela tem e qual seu capital. Procure por avaliações e interação em redes sociais. Durante a conversa com o entrevistador, tente perceber como a cultura organizacional é descrita e a dinâmica das equipes.

Por fim, lembre-se de que fazer uma boa reflexão sobre qual é o melhor lugar para trabalhar. Se sentir parte de um grupo, de uma força e equipe que apenas beneficie sua carreira e bem-estar deve ser uma obrigação. Somente desta forma você se sentirá motivado a abraçar os valores da organização e entrar dentro do espírito cooperativo de trabalho.

Gostou? Entenda o que é e como funciona o comportamento organizacional.

  • carreira
  • cultura organizacional
  • futuro profissional
  • organizações