Carreira

Ana Rízia
4 minutos de leitura
Escrito dia 23/02/2022



A insatisfação no trabalho e na vida pessoal é um sentimento comum para muitas pessoas. Apesar de sabermos parte das causas (estresse e rotinas cansativas são apenas dois de muitos exemplos), está ficando mais difícil encontrar um propósito de vida que dê mais sentido ao que fazemos todos os dias. 

Caso você se identifique com o que acabamos de falar, aprender a reconhecer os sinais da falta de propósito é apenas o começo para lidar com boa parte das frustrações. Mas, é claro, só isso não é suficiente para causar mudanças notáveis na sua vida.

Entenda neste texto o que é e como encontrar seu propósito de vida. Aproveite e coloque ele como sua principal meta de desenvolvimento para os próximos anos, que tal?

 

O que é propósito?

De forma resumida, propósito pode ser entendido como uma intenção, estável e generalizada, de alcançar algo significativo e que gere consequências positivas no mundo – sim, no mundo e não só para você. É o que explica William Damon, professor da Stanford University (EUA).

Para Carol Shinoda, professora curadora da Plataforma Solution e autora do livro Propósito de vida: Um guia prático para desenvolver o seu, o propósito de vida é algo que desejamos realizar a longo prazo, diferente de um projeto, que tem data para terminar.

“Você pode levar a vida inteira ansiando e desenvolvendo ações relacionadas a seu propósito. É algo que você consegue perceber que há progressos, mas não há um término”, explica.

Como exemplo, Carol cita alguém que tenha como propósito de vida ajudar no desenvolvimento de jovens. Essa pessoa pode trabalhar a vida inteira para isso e cumprir várias metas, mas esse propósito nunca vai terminar.

“O propósito é o que você quer fazer e entregar ao mundo”, complementa. 

 

Quando encontrarei meu propósito?

Encontrar nosso propósito pode ser motivador e, sem dúvidas, um caminho para conseguir ser mais feliz naquilo que fazemos. Chegar nesse ponto, no entanto, pode ser um pouco difícil, ainda que não seja impossível.

“As pessoas, nas empresas e fora delas, acabam não refletindo sobre o que realmente querem e, com isso, não encontram sentido no que fazem. Talvez até haja consciência de quais são seus valores e propósitos, mas elas não conseguem gerar essa conexão, o que causa insatisfação”, pontua Carol.

Conheça também nossa lista de 8 valores profissionais e entenda como eles podem influenciar a sua carreira.

Então, se é possível encontrar uma motivação para o resto da vida, por que muitas pessoas vivem sem nunca achar um propósito?

 

A resposta está nos motivos

Ter um motivo para fazer as coisas pode ajudar a superar momentos de dificuldades. Por isso, Carol cita o psiquiatra e autor do livro Em Busca de Sentido, Viktor Frankl.

Para Frankl, que viveu na pele as experiências dos campos de concentração nazistas, o que permitia que muitos sobrevivessem às condições desses locais não estava ligado diretamente ao físico, mas na possibilidade de encontrar algum sentido no meio do sofrimento.

Por isso, ele resume o propósito em uma frase: quem tem um porquê enfrenta qualquer como.

“Nada proporciona melhor capacidade de superação e resistência aos problemas e dificuldades em geral do que a consciência de ter uma missão a cumprir na vida”, diz Frankl em sua obra.

Já no contexto atual, segundo Carol, na maioria das vezes não pensamos muito sobre propósito, seja no trabalho ou na vida pessoal. “Perguntamos ao outro sobre qual o seu trabalho, sobre o que se faz nele, mas não se chega próximo de perguntar se aquilo faz sentido para ele. No máximo perguntamos se dá para ganhar bem na área.” 

Por isso, você seria capaz de dizer qual a sua missão ao fazer o que faz diariamente?

Leia também: Como ser autêntico no ambiente de trabalho.

 

Propósito no trabalho

Se um dos seus planos para este ano – e todos os que virão após ele – for encontrar realização nas coisas que faz, principalmente no trabalho, temos algumas dicas.

A primeira delas é refletir sobre quais são os seus valores e analisar se você pode ser um agente de transformação.  

“Não é porque seus valores não estão presentes naquele trabalho que você não pode pôr em prática. Será que não vale propor para seu gestor ou sócios um modelo diferente de trabalho?”, sugere Carol.

“Às vezes a gente se sente muito pouco protagonista e, em vez de atuar para a mudança, prefere se calar e fica todo mundo muito preso, pois sempre há uma bengala, algo com o qual você se sabota”, continua a professora.

E quando não é possível transformar nada?

Nesse caso, a orientação é parar e pensar se não existem crenças limitantes, encontrando, assim, formas de “quebrá-las”.

Conversar com pessoas, ler mais livros, se mobilizar e refletir sobre você e sobre seus valores, também são importantes. “Quando você faz algo que tem sentido para você, você dá o seu melhor e encara os obstáculos como desafios e não como grandes problemas”, lembra Carol.

Ela reforça que, na maioria das vezes, quando não tem sentido, qualquer problema pode nos desanimar, porque já não há mais energia para lidar com ele. “Quando se ama o que faz, você tem energia para enfrentar a situação e essa motivação tem a ver com a energia que vem a partir do que faz sentido individualmente”, finaliza. 

 

Nosso presente para o seu propósito

Quer encontrar suas motivações e o seu propósito de vida para começar uma jornada de autoconhecimento e satisfação pessoal? Então conheça o nosso novo curso online de Propósito de Vida, desenvolvido e ministrado pela professora Carol Shinoda.

Esse curso é para quem deseja identificar seu propósito de vida e torná-la mais significativa.

Conheça uma combinação de conceitos, atividades de reflexão e exercícios práticos que vão te ajudar a explorar quem você é, o que é importante para você e como colocar em prática projetos significativos no seu dia a dia.

Clique aqui e comece a encontrar o seu propósito!

icone de gota

Artigos Relacionados