Atualidades

Marina Petrocelli
4 minutos de leitura
Escrito dia 16/11/2020


Manter o corpo e a mente saudáveis durante o último ano pode ter sido uma tarefa difícil até para quem já tinha uma rotina de bem-estar consolidada. Foram muitos desafios e momentos de incerteza, mas nunca é tarde para dar início a atividades que podem contribuir para um cotidiano mais equilibrado. Com a proximidade do […]


Manter o corpo e a mente saudáveis durante o último ano pode ter sido uma tarefa difícil até para quem já tinha uma rotina de bem-estar consolidada. Foram muitos desafios e momentos de incerteza, mas nunca é tarde para dar início a atividades que podem contribuir para um cotidiano mais equilibrado.

Com a proximidade do fim do ano, é inevitável que algumas avaliações ocorram, especialmente depois de tantas mudanças de hábitos. Entre essas considerações, como você avalia seus hábitos e cuidados em 2020?

Conversamos com Camila Godoy Athayde, mentora do desenvolvimento humano com ênfase em Neoxamanismo, e Richard Augusto de Souza Pinto, profissional de educação física, que deram algumas dicas para uma rotina de bem-estar mesmo para as pessoas mais atarefadas.

AVDs

Todos nós realizamos diariamente tarefas básicas que garantem nossa sobrevivência em sociedade. Elas são chamadas de Atividades da Vida Diária (AVD) e são feitas quase que automaticamente (com exceção das pessoas com alguma deficiência ou crianças e idosos, que requerem outro tipo de atenção para execução dessas atividades).

As AVDs incluem as ações relacionadas à alimentação, banho e higiene, vestimenta, uso do banheiro em local e momento adequados, locomoção entre outras. Tudo isso parece muito básico, não é mesmo? Mas sentir aquela famosa preguiça na hora de executar alguma dessas atividades é muito comum. E isso pode ocorrer pela falta de uma rotina de bem-estar.

“A prática regular de exercícios físicos auxilia na liberação dos ‘hormônios da felicidade’ e na correção postural para executar as AVDs sem desconfortos ou desenvolvimento de doença crônicas. A combinação desses dois resultados oferece mais disposição para o dia a dia”, pontua Richard.

As atividades físicas são essenciais também para a prática regular da meditação, outro hábito que pode ser incluído na rotina de bem-estar até de quem tem a vida muito agitada. “Os desafios são constantes, tanto na esfera pessoal quanto profissional, por isso, ter a mente e as emoções organizadas ajuda na reflexão sobre os comportamentos do dia a dia e na tomada de decisões mais assertivas, com mais praticidade e vitalidade”, comenta Camila.

Ela ainda ressalta que quanto mais a meditação é aprimorada, mais ela exige sustentação do corpo físico. “Um corpo físico saudável influencia diretamente em uma meditação de qualidade”, destaca.

Rotina de bem-estar para prevenção

Segundo Camila, manter uma rotina de bem-estar inclui compreender que algumas doenças começam na mente, passam pelas emoções e, em seu último estágio, atingem o corpo físico. “Elas são chamadas de psicossomáticas e sua prevenção depende da combinação dos cuidados diários com a mente, por meio de meditação e autoconhecimento, e com o corpo.”

Richard explica que tudo está interligado. “A prática regular de exercícios físicos contribui com o aumento da concentração e disposição, fatores que influenciam diretamente na meditação”, esclarece.

Assim, ele recomenda a junção das práticas para garantir uma vida mais saudável. “Ao acordar, antes de se levantar, vale meditar percebendo sua respiração. Pode começar com cinco minutos e aumentar conforme sentir necessidade. Depois, exercícios de alongamento podem ser o ‘start’ que seu dia precisa”, aconselha.

Disposição para ir além

Adquirir uma rotina de bem-estar tem resultados importantes nas AVDs, mas também te ajuda a ir além. “Com mente e corpo em equilíbrio, a disposição para realizar tarefas diárias ultrapassa essas atividades e contribui com o desenvolvimento de ideias inovadoras e incentivo às pessoas que estão ao seu redor”, enfatiza Camila.

“Tudo aquilo que a gente conhece, a gente domina. É assim que desenvolvemos nossa autoconfiança para sermos profissionais e pessoas melhores. A meditação é uma técnica de autoconhecimento que independe de crença ou padrões externos e nos ajuda a ter consciência das nossas habilidades e limitações.”

Já exercícios físicos transportam essa consciência para o âmbito corporal, também oferecendo uma dimensão do que nosso corpo consegue fazer.

Objetivos da rotina de bem-estar

A frequência dos cuidados com a mente e o corpo dependem dos objetivos de cada pessoa, mas os profissionais indicam que, em uma rotina de bem-estar, o ideal seja exercitar o corpo de duas a três vezes por semana e meditar por, pelo menos, cinco minutos diariamente.

“O importante é ter constância. Muitas vezes, cinco minutos dedicados exclusivamente à meditação são muito mais efetivos do que 20 minutos com dispersões”, diz Camila.

Isso vale também para o período do dia. “O ideal é encontrar o momento que você se sente melhor e avaliar quando ocorre o melhor desempenho. Para quem sofre de insônia, por exemplo, é recomendado que o exercício físico seja feito, no máximo, até três horas antes de dormir”, informa Richard.

Dicas para fazer em 5 minutos

“Para tudo há um começo. Minha dica é não ter pressa para chegar aonde nunca esteve. Entenda que ter uma rotina de bem-estar é um processo e processos têm fases”, incentiva Richard.  

Pensando nisso, Camila montou um passo a passo para cinco minutos de meditação. Confira!

  • Programe o cronômetro do celular para cinco minutos, divididos em cinco partes
  • No primeiro minuto, apenas observe sua respiração
  • No segundo minuto, concentre-se nas coisas pelas quais você sente gratidão (pela sua vida, as coisas que você tem entre outras)
  • No terceiro minuto, alongue-se. Estique-se respeitando seus limites
  • No quarto minuto, faça pedidos e mentalize suas metas e objetivos
  • No último minuto, concentre-se em desfrutar do bem-estar proporcionado pelas ações anteriores

“Sugiro que essa prática seja diária e sem pernas ou braços cruzados. Vale deitar, sentar ou ficar em pé e criar um ambiente acolhedor, que tenha a ver com você. Também pode escolher o melhor momento do dia para isso e até fazer mais de uma vez ao dia”, ressalta Camila.

Sobre os exercícios físicos, Richard alerta sobre os perigos de privilegiar a estética em detrimento da saúde. “Muitas vezes, quem foca somente na estética pode deixar a saúde de lado. Vale lembrar que a saúde em dia é primordial para atingir a estética que se pretende e não o contrário”, conclui.

Você já tinha uma rotina de bem-estar definida? O que achou das nossas dicas? Comente!

icone de gota

Artigos Relacionados