Crescimento profissional

Desenvolva a Inteligência Emocional por meio dos seus 5 pilares

Os princípios apresentados por Daniel Goleman visam melhorar relacionamentos, produtividade e tomada de decisões

Postado em 5 de outubro de 2022

4 minutos de leitura

Nathalia Aparecida Salvador

Desenvolva a Inteligência Emocional por meio dos seus 5 pilares
Desenvolva a Inteligência Emocional por meio dos seus 5 pilares

A inteligência emocional é a forma como percebemos, administramos e expressamos nossas emoções. Está também relacionada a como compreendemos e lidamos com os sentimentos do próximo.

Certamente, você já passou por uma situação na qual acabou se deixando levar pelas emoções ao invés da racionalidade. Isso acontece porque nosso cérebro é mais rápido em processar emoções do que em analisar um contexto para chegar a uma resposta.

A inteligência emocional é um assunto discutido cada vez mais, sendo sua principal referência publicada em 1995 pelo jornalista científico e psicólogo Daniel Goleman, no livro “Inteligência Emocional: a teoria revolucionária que redefine o que é ser inteligente”.

A obra é hoje um bestseller. Nela, Goleman aborda o que considera os 5 pilares para o desenvolvimento da inteligência emocional, e usá-los permite ao indivíduo um melhor desempenho tanto em sua vida profissional quanto pessoal.

Quer conferir quais são eles? Então, continue a leitura!

Você também poderá gostar de:

1 - Autoconhecimento

O processo de autoconhecimento pode ser difícil e demorado, mas é o principal passo no desenvolvimento da inteligência emocional.

Isso porque, para que possamos estar no controle das nossas emoções, precisamos primeiramente identificá-las corretamente.

Por exemplo: seria a ansiedade um disfarce para sentimentos mais profundos, como o medo de falhar em um projeto e ser julgado pelos colegas?

Também, é preciso compreender quais são as ações que você toma e as emoções que lhe são despertas em consequência aos estímulos que recebe. Reconhecer seus pontos fortes e fracos, seus humores, é fundamental.

Seja sincero com você mesmo. Uma boa dica para que você possa fazer esta análise é anotar ao final de cada dia as emoções que sentiu e quais foram suas ações em relação a elas.

2 – Autorregulação

Após passar um período anotando seus sentimentos e as atitudes que tomou quando eles surgiram, faça uma reflexão sobre eles.

Depois de desenvolver essa consciência, admitir e aceitar o que sentiu, chegou a hora de você trabalhar as suas emoções e saber conduzí-las. Isso é essencial para que você avance no caminho rumo à inteligência emocional.

Primeiramente, é preciso que você saiba que suas emoções fazem parte de quem você é, e que não é errado senti-las. Mas, é preciso que você seja capaz de identificar quando deixá-las fluir ou refreá-las – é estar no controle das suas ações.

Ao agir no “calor do momento”, você pode ter atitudes equivocadas, chegando a decisões que seriam diferentes se tivessem sido tomadas com calma.

3 – Automotivação

Conhecer suas emoções e saber dirigi-las também envolve mudanças em seus padrões de comportamento, abandonando aqueles que te sabotam.

É aí que entra a automotivação.

Porque é preciso que você se lembre constantemente que a mudança é possível e necessária para o desenvolvimento da inteligência emocional, que te levará a alcançar seus objetivos pessoais e profissionais.

Mas, essa nem sempre é uma tarefa fácil – e algo que pode te ajudar ao longo do caminho é ter em mente os benefícios que a inteligência emocional trará para as diferentes esferas da sua vida.

4 – Empatia

Mais do legitimar e respeitar os sentimentos do próximo, a empatia envolve se colocar no lugar dele, entendendo seu contexto e o que o fez sentir daquela determinada maneira, deixando de lado julgamentos e preconceitos.

Ser empático é uma escolha que exige empenho. Inicialmente, pode ser difícil enxergar o mundo pela perspectiva do outro, mas ao praticar a atitude empática você também se tornará mais receptivo ao novo e ao pensar diferente.

Vale lembrar que a empatia é essencial para o desenvolvimento da inteligência emocional e a vida em sociedade, já que essa habilidade melhora nossos relacionamentos tanto no trabalho quanto na vida pessoal.

Isso porque, ao nos colocarmos no lugar do outro, podemos saber o que ele quer e como reagirá às nossas palavras e atitudes. Dessa forma, as interações são mais fáceis e as expectativas ajustadas.

5 – Relações interpessoais

Por vivermos em sociedade, interagimos diariamente com pessoas de diferentes grupos, seja na vida pessoal ou profissional. Saber transitar entre eles, construindo relacionamentos e agindo com respeito ao próximo é um dos pilares da inteligência emocional.

E as relações interpessoais saudáveis e positivas acontecem mais facilmente quando você conhece a si mesmo, trabalha as suas emoções e é empático. Ou seja, são consequências do desenvolvimento da inteligência emocional.

Tudo isso contribui para que você consiga construir um ambiente positivo ao redor de si mesmo, ou seja, uma rede de relacionamentos mais cooperativa, o que vai te proporcionar uma melhor qualidade de vida.

Por que desenvolver a inteligência emocional?

Aprender e permitir que a inteligência emocional faça parte da sua vida lhe trará benefícios em muitos aspectos. Para ilustrar este fato, listamos abaixo alguns motivos que vão te ajudar a entender por que é importante se dedicar ao desenvolvimento desta habilidade. São eles:

  • Ter equilíbrio emocional;

  • Diminuir a autossabotagem e procrastinação;

  • Melhorar o foco e a produtividade;

  • Ser capaz de motivar a si mesmo e aos outros;

  • Enxergar com clareza seus objetivos;

  • Aprender a ser resiliente;

  • Aprender a pensar antes de agir;

  • Tomada de decisões mais consciente;

  • Controle da ansiedade.

Trabalhar a inteligência emocional permite que você esteja no controle de suas emoções e não o contrário. Assim, a forma como você lida consigo mesmo, com as outras pessoas e o mundo será mais positiva.

Portanto, não perca tempo e comece hoje mesmo a desenvolver a sua inteligência emocional – você pode contar com a Plataforma Solution para isso.

Conheça nosso curso Propósito de Vida, que traz uma combinação de conceitos, atividades de reflexão e exercícios práticos para que você consiga saber o que é realmente importante para você, podendo assim colocar projetos significativos em prática no dia a dia.

Você também pode se interessar pelo nosso treinamento em Minfulness. Além de aprender técnicas de meditação atencionais, você vai saber como treinar a escuta ativa e empática.

Se você gostou deste artigo, não deixe de compartilhá-lo nas redes sociais contando sua opinião! 

Receba em seu e-mail as novidades Solution

Pessoa sorrindo

Receba em seu e-mail as novidades Solution

Receba novidades do Solution em seu e-mail

O Pecege é uma organização com mais de 20 anos que tem o objetivo de democratizar o conhecimento para contribuir com o desenvolvimento econômico, social e cultural. Possui mais de 1200 profissionais associados, doutores, mestres, especialistas e livre-docentes. Entre as suas iniciativas em cursos e treinamentos estão os MBAs USP/Esalq, cursos de graduação, educação corporativa e cursos livres. A Plataforma Solution nasce em 2018, como uma das soluções Pecege, a fim de oferecer conhecimento aplicável às demandas do mercado atual e ágil para capacitar profissionais em diversas áreas do conhecimento.

Whatsapp