Liderança

Como desenvolver a inteligência emocional nas empresas

Entenda como essa habilidade afeta o ambiente corporativo, quais sintomas refletem que ela está em falta numa equipe, e outras dicas em entrevista com Fátima Jinnyat

Postado em 7 de fevereiro de 2023

4 minutos de leitura

Nathalia Aparecida Salvador

Como desenvolver a inteligência emocional nas empresas
Como desenvolver a inteligência emocional nas empresas

Nos últimos anos, foi possível observar uma mudança nas habilidades que são consideradas essenciais para que o colaborador possa desempenhar o seu trabalho de maneira eficiente e eficaz.

Em uma pesquisa feita junto ao RH de 264 empresas brasileiras, foi apontado que 93% deles considera que as soft skills, ou habilidades emocionais, são mais importantes que as hard skills – habilidades técnicas.

Para desenvolver as soft skills, muito se fala em ferramentas que podem ajudar nesta tarefa. Mas, de acordo com a especialista Fátima Jinnyat, docente na Plataforma Solution, MBA USP/Esalq, entre outros, é tempo de mudar, e pensar em “métodos” para lidar com as questões humanas.

“Quando se trata de desenvolvimento humano, a palavra “ferramenta” logo vem à cabeça. No ambiente corporativo, estamos habituados a misturar pessoas com coisas, herança de uma visão mecanicista que olha a organização como máquina”, conta Jinnyat.

A professora destaca que vivemos a sociedade da transformação, do metaverso, da inteligência artificial, mas que talvez, por pela inércia, pelas crenças antigas, ainda se usem ferramentas para transformar pessoas.

Confira a entrevista com Fátima Jinnyat e conheça a visão da especialista sobre as soft skills e como desenvolvê-las na sua equipe.

Você também poderá gostar de:

Plataforma Solution: Qual a importância das soft skills, ou habilidades emocionais, hoje em dia, e como elas impactam o ambiente de trabalho/clima organizacional?

Jinnyat: Em um mundo imprevisível e incerto, as organizações necessitam cada vez mais de velocidade e criatividade para alterar as rotas e imaginar possibilidades.

A parte lógica e prática do trabalho é gerida por pessoas auxiliadas pela tecnologia, entretanto, existe uma parte subjetiva que cria, resolve problemas, decide, inova e que está diretamente relacionada ao que é próprio do humano.

Uma empresa preparada para seguir em frente em cenários de alta incerteza precisa de equipes que se apoiem mutuamente, dialoguem e compartilhem talentos.

Aprender a relacionar-se consigo mesmo e com os outros, hoje, é uma questão de sobrevivência profissional. Uma inteligência coletiva que dê conta dos desafios atuais só pode ser construída por pessoas que confiam umas nas outras e sobretudo em si mesmas.

 

Plataforma Solution: Quais sintomas podem indicar falta de inteligência emocional dentro de uma equipe?

Jinnyat: Quando as pessoas sofrem para trabalhar. Quando o trabalho é visto como uma forma de sobrevivência e trabalhamos no piloto automático, para bater a meta.

Empresas que negligenciam a relevância da Inteligência Emocional, perdem também a capacidade de se relacionar com os clientes, construindo vínculos.

O excesso de pragmatismo e a hipervalorização do resultado embotam a percepção da organização, que perde a capacidade de criar cenários favoráveis, fundamentais para sua evolução. Só é possível envolver-se com o futuro, quando se acredita nele.

 

Plataforma Solution: Existem ferramentas ou dicas que podem auxiliar um líder a desenvolver a inteligência emocional da equipe? Você poderia discorrer sobre algumas?

Jinnyat: Existem métodos de autodesenvolvimento, que consequentemente ajudam a desenvolver a equipe.

Investir no autoconhecimento é competência essencial para posições de liderança e neste sentido, a ajuda de um coach, mentor e até em alguns casos, um terapeuta, contribui para o fortalecimento das habilidades sociais.

Existem testes específicos utilizados pela área de RH que permitem que o profissional tenha uma ideia mais clara de suas forças e vulnerabilidades, perfil comportamental, potencial criativo, etc.

Vale lembrar que o autoconhecimento é um processo contínuo que requer atenção consigo mesmo e disciplina. Não tem mágica!

 

Plataforma Solution: E dinâmicas de grupo, tem alguma que você indique para este mesmo fim?

Jinnyat: Tenho observado que falta diálogo nas empresas, as reuniões são muitas vezes enfadonhas e excessivas.

Conversamos muito sobre o que é preciso fazer e nunca sobre “como pensamos este fazer”. Como estamos nos sentindo, como estamos imaginando o futuro conjunto?

Um método bastante produtivo envolve criar algo em equipe. Pode ser resolver um desafio, propor uma melhoria em um processo de trabalho, produto. Importante inibir os juízes durante o processo de criação, para que eles não interrompam o fluxo e somente ao final, analisar o resultado da obra.

Uma outra ideia é trazer um tema novo (uma tendência, por exemplo) sobre o mercado em que a empresa atua, propondo um diálogo aberto, abrindo perspectivas... O líder pode se surpreender positivamente em um encontro como esse.

Dica: evite reuniões de lamúrias.  

Bônus: Desenvolva a mentalidade protagonista

O líder tem o papel de incentivar o colaborador no desenvolvimento de suas soft skills, mas a iniciativa pelo aprimoramento também pode partir do funcionário, ao enxergar a importância das habilidades emocionais para o seu crescimento profissional.

E a Plataforma Solution pode te ajudar nisso!

Aqui você encontra:

  • Cursos para desenvolvimento das suas soft skills e também hard skills;
  • Temas atuais, conteúdo aplicável e professores que são referência no mercado;
  • Preços que cabem no seu bolso;
  • Relacionamento humanizado;
  • Início imediato + estude no seu tempo.

Separamos uma lista de cursos que te auxiliam nas soft skills. Confira:

Ter um mentor, alguém para te ajudar a identificar em quais pontos você precisa melhorar e qual o caminho para superar suas fraquezas, vai fazer a diferença na sua carreira!

Então, não deixe de conferir nosso Programa de Mentoria, onde você encontra profissionais especialistas em 9 áreas, com vasta experiência de mercado, e que vão te preparar para os desafios que possam surgir.

Se você gostou do artigo de hoje, não se deixe de compartilhá-lo nas suas redes sociais!

 

Receba em seu e-mail as novidades Solution

Pessoa sorrindo

Receba em seu e-mail as novidades Solution

Receba novidades do Solution em seu e-mail

O Pecege é uma organização com mais de 20 anos que tem o objetivo de democratizar o conhecimento para contribuir com o desenvolvimento econômico, social e cultural. Possui mais de 1200 profissionais associados, doutores, mestres, especialistas e livre-docentes. Entre as suas iniciativas em cursos e treinamentos estão os MBAs USP/Esalq, cursos de graduação, educação corporativa e cursos livres. A Plataforma Solution nasce em 2018, como uma das soluções Pecege, a fim de oferecer conhecimento aplicável às demandas do mercado atual e ágil para capacitar profissionais em diversas áreas do conhecimento.

Whatsapp